Tod@s pela Inclusão, Diversidade e Equidade

Artigos
Entrevista Brasil Diverso
Artigo publicado originalmente http://surgiu.com.br/2018/11/21/empresa-faz-serie-de-acoes-para-debater-a-causa-negra-e-a-importancia-da-diversidade/

Empresa faz série de ações para debater a causa negra e a importância da diversidade

Por:  Nathalia Moraes

Desde 2003, o Brasil comemora o Dia Nacional da Consciência Negra em 20 de novembro. A data celebra a pluralidade cultural e racial do país e traz luz à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. A data foi escolhida por coincidir com o dia atribuído à morte de Zumbi dos Palmares, em 1695.

Algumas empresas celebram a data com ações especiais voltadas para a reflexão dos funcionários. É o caso da MaxMilhas, plataforma que vende passagens aéreas com desconto, que realizou durante uma semana a série de ações Negro Em Movimento (NEM), com palestras, exibição de filmes, debates e imersão na cultura negra.

“Defendemos fortemente a diversidade, a equidade e o respeito. Somos contra o racismo, o machismo e a homofobia. Estruturamos nossas bandeiras em torno desses valores e eles são reforçados por meio de ações, conteúdos e eventos ao longo do ano. Elas são parte fundamental da nossa cultura, e reforçamos isso desde a entrevista com o candidato à uma vaga na MaxMilhas, no check in, nosso programa de onboarding para novos colaboradores, até o dia a dia de trabalho”, conta Luiza Rubio, head de Gente e Gestão da MaxMilhas.

A semana de atividades foi iniciada com uma mesa de debates com Cleide Hilda, subsecretária de Igualdade Racial do Estado de Minas Gerais, e Makota Celinha, coordenadora do Centro Nacional de Africanidade e Resistência Afro-Brasileira (Cenarab). Elas abordaram os avanços e retrocessos das políticas públicas para promover a igualdade racial e o racismo religioso.

Um estande da livraria Bantu, voltada exclusivamente para assuntos do movimento negro, também foi montado dentro da sede da empresa, em Minas Gerais. Além dos livros, a jornalista Etiene Martins, proprietária da livraria, esteve presente para atender os funcionários interessados.

A cultura e a dança também fizeram parte da programação, com aulas de passinhos de funk com os dançarinos do projeto e espaço cultural Lá Da Favelinha, localizado no Aglomerado da Serra, em BH, o maior aglomerado de vilas e favelas da cidade.

“É o segundo ano que realizamos o NEM aqui na MaxMilhas. A primeira edição era um formato mais simples, que funcionou como um ponto de partida. Tivemos uma roda de conversa com convidados externos, uma sessão de cinema seguida de debate e, como fechamento do evento, distribuímos a primeira edição do “Manual para deixar o mundo ainda mais chato”. Neste ano, evoluímos nas discussões e na estrutura do evento. Tivemos programação durante uma semana inteira, por entender que o tema é muito amplo e tem diversas vertentes que ficam difíceis de serem tratadas em profundidade num só dia”, explica Luiza.

As ações da MaxMilhas continuam nesta semana, com a divulgação de uma pesquisa interna sobre percepção dos funcionários sobre aspectos do universo negro. Também haverá a entrega da segunda edição do “Manual para deixar o mundo ainda mais chato”, que traz informações sobre termos e expressões racistas que são replicadas de forma estrutural.

Sobre MaxMilhas

Lançada em 2013 em Belo Horizonte (MG), a MaxMilhas é uma plataforma inovadora, que vende passagens aéreas mais econômicas e já ultrapassou a marca de 1,5 milhão de passagens emitidas. Vencedora do prêmio Info Start 2013 como Startup do Ano, juntou-se em 2014 ao Programa Start-Up Brasil, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Em 2015, foi listada entre as 15 empresas mais inovadoras pela Exame.com e, em 2016, recebeu o Prêmio Experiência do Consumidor, da TrackSale. Integrou o programa da Endeavor em 2017 e, no mesmo ano, foi eleita Startup do Ano pelo Startup Awards. Em 2018, foi listada entre as 100 Startups Brasileiras para Ficar de Olho, pelas revistas Época Negócios e Pequenas Empresas & Grandes Negócios. A MaxMilhas também é a atual vencedora do Prêmio E-Commerce Brasil de Inovação.

Você também pode gostar

Boas Práticas

130 anos da Lei Áurea: O bom exemplo da Bayer do Brasil.

O Sr. Theo van der Loo apresentou uma excelente palestra na qual demonstrou a seriedade, o compromisso e principalmente...

Leia mais

Boas Práticas

O Carrefour hoje é empresa eminentemente negra e feminina

Paulo Pianez é economista e mestre em Qualidade e Estatística pela Unicamp. Como diretor de sustentabilidade do Carrefour Brasil...

Leia mais

Comentários

comentários